Grande parte das novas tecnologias chega ao mercado como o início de um projeto maior. Por exemplo: inicialmente, impressoras comuns transmitiam imagens ao papel em apenas uma cor, preto, ou em uma escala de cinza. Hoje, impressoras coloridas são um instrumento acessível e comum. Com a impressão 3D, não seria diferente. Hoje, a impressão 3D colorida existe, embora seja, ainda, inacessível à maioria dos makers.

Hoje, impressoras 3D que criam objetos tridimensionais a partir de um único filamento – e que, portanto, apresentam somente uma cor – são as mais comuns no mercado. Muitos makers optam, posteriormente à impressão, por pintarem as peças criadas. Outros, também inventivos, escolhem técnicas diferentes. Este artigo é sobre essas técnicas. Saiba como é possível obter uma impressão 3D colorida com técnicas simples que podem ser feitas em casa!

Impressão 3D coloridas: troca de filamentos

Esta técnica exige, antes de mais nada, experimentos por parte do maker. Relativamente simples, a troca de filamentos pode ser feita em praticamente qualquer impressora 3D que utilize o método de adição. Para isso, o maker deve seguir alguns passos:

  • Pausar a impressora quando quiser trocar de cor;
  • Levantar, em 20mm, o bico extrusor no eixo Z e llimpá-lo;
  • Posicionar o novo filamento e derretê-lo até que saia pelo bico;
  • Voltar o bico à posição original e continuar a impressão.

A impressão 3D colorida feita com essa técnica não permite muito detalhamento, mas é uma boa opção para quem está começando e não deseja investir em equipamentos muito caros.

Coloração de filamentos: efeito tye-dye

Outra maneira de criar uma impressão 3D colorida é a pintura de filamentos. Essa técnica funciona melhor com materiais que absorvam umidade, como nylon. O site Pinshape possui um artigo completo sobre como pintar filamentos de nylon, em inglês. Em resumo, o maker pode pintar o filamento, com um efeito de tye-dye, seguindo os passos:

  • Retire o filamento da bobina e o enrole com abraçadores;
  • Em uma panela, ferva água com corante;
  • Submerja o filamento na água, até a altura desejada, e deixe por 30 minutos. O nylon não irá derreter na água fervente;
  • Repita a operação com o outro lado do filamento, em uma nova cor, quantas vezes achar necessário;
  • Depois de tingir o filamento, retire o excesso de tinta com água;
  • Para secar o nylon, coloque-o no forno a 150 graus Celsius, por quatro horas. Lembre-se de retirar as braçadeiras.

Pintar o filamento com efeito tye-dye produz peças bonitas, mas não permite um controle exato da cor nem detalhamento das peças.

A troca de filamentos em uma única impressão é um pouco trabalhosa e, ainda assim, cria objetos com blocos de uma mesma cor. Já a impressão com efeito tye-dye, embora crie efeitos interessantes, não deixa o maker ter praticamente nenhum controle sobre a cor da peça final. No texto da próxima semana, traremos outras técnicas que permitem a impressão 3D colorida com maior detalhamento.

Fique ligado em nossas redes sociais e não deixe de conferir nossos próximos artigos! Estamos no Facebook e no Instagram.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *